CONTRATO: PETROBRÁS x MARINE PRODUCTION SYSTEMS DO BRASIL

CONTRADA: MARINE PRODUCTION
SYSTEMS DO BRASIL
CONTRATANTE: PETROBRAS
CONTRATO: 4600565853
PRAZO: 06/09/2019 A 04/09/2023
Orgão superior: MINISTERIO DE
MINAS E ENERGIA
Orgão subordinado: PETROBRAS
Unidade administrativa: 910816
-Petróleo Brasileiro S.A.
CNPJ:01.950.374/0003-00
Objeto:PRESTAÇAO DE SERVIÇOS
UTILIZANDO ATE 3 SISTEMAS DE
COMPLETAÇÃO TIPO DPR (5.000
PSI) PARA OPERAÇÃO EM LDA ATE
2000 METROS
Valor do contrato:R$
212.896.071,78

Read More

Constellation fecha contrato de dois anos com a Petrobras; início em outubro

Constellation fecha contrato de dois anos com a Petrobras; início em outubro

PorRedaçãopostado em 8 de julho de 2019

COMENTÁRIOS

A gigante brasileira do petróleo, a Petrobras, teria contratado o navio-sonda Laguna Star em um contrato de dois anos.

De acordo com a Bassoe Analytics, o navio de perfuração pertencente à Constellation deve iniciar seu contrato com a Petrobras em meados de outubro de 2019. A Bassoe estimou que a tarifa diária do contrato é de cerca de US $ 155.000.

O navio-sonda de 6ª geração será implantado no bloco BM-S-11 da Petrobras na Bacia de Santos.

A sonda está atualmente em contrato com a Enauta – anteriormente conhecida como QGEP – no campo de Atlanta, também na bacia de Santos. Dados do Bassoe Analytics, o Laguna Star deve permanecer com a Enauta até o final de setembro de 2019. Seu valor atual é estimado em US $ 140.000.

Bassoe não é o único a mostrar que a Petrobras selecionou a estrela de Laguna para o bloco BM-S-11. O Brazil Energy Insight informou na semana passada que a proposta diária da Constellation, de cerca de US $ 160.000, superou as ofertas da Transocean, Ensco, Seadrill e Petroserv, que tiveram taxas mais altas – algumas superando a marca de US $ 200.000 / dia.

O site de notícias informou que o navio-sonda seria usado para perfurações de desenvolvimento.

O Petróleo entrou em contato com o Constellation, buscando mais informações e a confirmação dos relatórios. Vamos atualizar o artigo se recebermos alguma resposta.

Read More

Brasil investirá R$ 1,5 trilhão em petróleo e gás até 2027

Brasil investirá R$ 1,5 trilhão em petróleo e gás até 2027

21 minutos agoFlavia Marinho

Segundo o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, Brasil, Estados Unidos e Rússia têm tecnologia e recursos para desenvolver a geração de energia nuclear.

Em participação de evento na Associação Comercial do Rio de Janeiro, nesta sexta-feira, 05 de julho, o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, disse que o Brasil vai investir R$ 1,5 trilhão em petróleo e gás até 2027, outros R$ 550 bilhões no setor de geração e transmissão de energia elétrica e mais R$ 80 bilhões no setor mineral até 2022.

Segundo o ministro, Brasil, Estados Unidos e Rússia têm tecnologia e recursos para desenvolver a geração de energia nuclear. Usinas ocupam áreas pequenas e nosso combustível é nacional.PUBLICIDADE

O presidente da NUCLEP fez questão de que a empresa fosse uma das principais patrocinadoras do evento. NUCLEP é subordinada ao Ministério de Minas e Energia, criada para atender ao Programa Nuclear Brasileiro.

“Temos imenso orgulho de estarmos diretamente ligados ao ministro de Minas e Energia, Almirante-de-Esquadra Bento, que, mesmo antes do ministério, como então diretor-geral de Desenvolvimento Nuclear e Tecnológico da Marinha do Brasil, sempre esteve ligado à NUCLEP. Sempre envolvido no desenvolvimento dos nossos projetos nucleares direcionados à Defesa do país, o ministro é ainda nosso presidente do Conselho Administrativo. A NUCLEP tem muito a contribuir com o crescimento do setor Energético nacional e nos faremos sempre presentes nos eventos que como este, engrandecem e fortalecem nosso ministério.”

Angra 3

Leonam dos Santos Guimarães, presidente da Eletronuclear, também presente no evento, informou que espera chegar neste mês ao modelo de negócios que será adotado para retomar as obras de Angra 3, a expectativa é que a assinatura dos contratos com os futuros parceiros, ainda não definidos, ocorra até o fim do próximo ano. Várias empresas internacionais manifestaram interesse na parceria, entre elas americanas, francesas, chinesas e russas.

Segundo Leonam, até o momento já foram gastos R$ 10 bilhões nas obras de Angra 3, que foram iniciadas na década de 80. O presidente da Eletronuclear acrescentou que, para a conclusão da usina, serão necessários R$ 15 bilhões.

Durante seu discurso, o ministro Bento Lima Albuquerque mais uma vez destacou que o Governo irá reiniciar e finalizar a construção da Usina Nuclear de Angra 3 e que pretende apresentar até dezembro o Plano Nacional de Energia (PNE), e que este deverá apontar a construção no Brasil de novas usinas nucleares que atendam a necessidade do país de alterar sua matriz energética.

Read More

CONTRATO PETROBRÁS X LV CASTRO ENGENHARIA

CONTRATADA: LV CASTRO ENGENHARIA E CONTRATANTE: PETROBRÁS CONTRATO: 4600579730 PRAZO: 25/03/2019 A 23/03/2022 CNPJ: 07.959.171/0001-91 Objeto: SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO EM EQUIPAMENTOS E INSTALAÇÕES INDUSTRIAIS Valor do contrato: R$ 37.564.175,85

Read More

CONTRATO PETROBRÁS X NUCLEO ENGENHARIA

CONTRATADA: NUCLEO ENGENHARIA CONSULTIVA S.A. CONTRATANTE: PETROBRÁS CONTRATO: 4600578551 PRAZO: 03/06/2019 A 01/06/2021 Órgão superior: MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA Órgão subordinado: PETROBRAS Unidade administrativa: 910816 -Petróleo Brasileiro S.A. CNPJ / CPF: 38.894.804/0001-54 Objeto: SERVIÇOS TÉCNICOS ESPECIALIZADOS DE ENGENHARIA PARA FISCALIZAÇÃO DAS OPERAÇÕES DE PERFURAÇÃO E OUTROS Valor do contrato: R$ 69.862.580,88

Read More

CONTRATO PETROBRÁS X GE OIL & GÁS

CONTRATADA: GE OIL & GAS DO BRASIL LTDA CONTRATANTE: PETROBRÁS CONTRATO: 4600584827 PRAZO: 03/06/2019 A 31/05/2024 Órgão superior: MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA Órgão subordinado: PETROBRAS Unidade administrativa: 910816 -Petróleo Brasileiro S.A. CNPJ / CPF: 05.635.291/0012-60 Objeto: 80 km de Dutos Flexíveis de Produção de Óleo, com seus respectivos acessórios, sobressalentes, frete e aluguel de bobinas. Valor do contrato: R$ 977.062.260,36

Read More

CONTRATO PETROBRÁS X SUATRANS

CONTRATADA: SUATRANS EMERGENCIA S.A. CONTRATANTE: PETROBRAS CONTRATO: 4600582122 PRAZO: 30/06/2019 A 28/06/2023 Órgão superior: MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA Órgão subordinado: PETROBRAS Unidade administrativa: 910816 -Petróleo Brasileiro S.A. CNPJ / CPF: 11.414.555/0001-04 Objeto: SERVIÇOS DE ATENDIMENTO ÀS EMERGÊNCIAS A VAZAMENTOS DE PETRÓLEO E SEUS DERIVADOS NA REGIÃO NORDESTE 1 Valor do contrato: R$ 45.383.360,52

Read More

CONTRATO PETROBRÁS x CONSTRUTORA ELOS

CONTRATADA: CONSTRUTORA ELOS ENGENHARIA LTDA. Contratante: PETROBRÁS CONTRATO: 4600582360 PRAZO: 01/04/2019 A 25/01/2020 CNPJ: 00.207.218/0001-11 Objeto: SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO E INSPEÇÃO DE TORRES, VASOS, REATORES, FILTROS, TORRES DE RESFRIAMENTO – PARADA REVAP Valor do contrato: R$ 44.337.950,36

Read More

PETROBRÁS ESTÁ AUTORIZADA À VENDER EXCEDENTE DE GÁS PARA O EXTERIOR


Autorização foi dada à Petrobras pelo Ministério das Minas e Energia e publicada nesta sexta-feira (14/06) no Diário Oficial da União

A Petrobras conseguiu a autorização do Ministério das Minas e Energia para exportar e excedente do Gás Natural Liquefeito (GNL) através dos terminais marítimos nos Estados do Rio de Janeiro, da Bahia e do Ceará.
A responsável pela autorização foi a ministra substituta da pasta de Minas e Energia, Marisete Fátima Dadald Pereira, mas a Petrobras terá que garantir o pleno abastecimento do mercado interno de gás natural.

Uma outra condição imposta por Marisete, foi a apresentação, sempre até o dia 30 de cada mês, das informações sobre as exportações à Agência Nacional do Petróleo (ANP).PUBLICIDADE

A ministra substituta declarou também que, “o excedente de GNL a ser exportado pode ser composto por carga resultante de uma só importação ou pela mistura de cargas importadas de diferentes fornecedores que celebraram contratos com a Petrobras”.

Vale lembrar que a Petrobras continuará a utilizar os serviços de transporte de gás natural prestados pela TAG, por meio dos contratos já vigentes entre as duas companhias, sem qualquer impacto em suas operações e na entrega de gás natural para seus clientes.

A preocupação acontece depois da Petrobras ter concluído na última quinta-feira (13/6), a venda de 90% de sua participação na Transportadora Associada de Gás S.A. (“TAG”) para o grupo formado pela ENGIE e pelo fundo canadense Caisse de Dépôt et Placement du Québec (CDPQ).

O fechamento da transação ocorreu com o pagamento total de R$ 33,5 bilhões para a Petrobras, sendo aproximadamente R$ 2 bilhões destinados à liquidação da dívida da TAG com o BNDES e ocorreu somente após a liberação do STF.

Read More

McDermott recebe contrato do EPCI pela Petrobras para o projeto Sepia Field


McDermott recebe contrato do EPCI pela Petrobras para o projeto Sepia Field

14/05/2019

– O escopo do projeto inclui risers submarinos e flowlines de sete poços para uma embarcação flutuante de produção, armazenamento e descarga 
– Com um histórico comprovado, a McDermott é uma contratada submarina reconhecida para os desenvolvimentos do pré-sal offshore no Brasil 
– Fornecerá agilidade e os níveis mais altos de eficiência, segurança e qualidade para a primeira fase do projeto de campo Sépia

HOUSTON, 14 de maio de 2019 / PRNewswire / – A McDermott International, Inc. (NYSE: MDR) anunciou hoje a concessão de um significativo contrato * da Petrobras para engenharia, aquisição, construção e instalação de risers submarinos e linhas de fluxo para a primeira fase do projeto. o campo Sépia, localizado a 280 quilômetros do litoral do Rio de Janeiro, no Brasil.
O escopo do projeto inclui engenharia detalhada, levantamentos, fornecimento, instalação e pré-comissionamento de dutos rígidos, jumpers, módulos de flutuação, strakes e sistemas de monitoramento de risers para poços de sete risers (3 produtores e 4 poços injetores) conectados à produção flutuante, armazenamento e offloading (FPSO) Carioca.
“A McDermott tem uma forte presença no Brasil há mais de quatro décadas, e vemos uma tremenda oportunidade de crescimento na região”, disse Mark Coscio, vice-presidente sênior da McDermott para as Américas do Norte, Central e do Sul. “Usaremos nossos ativos de primeira classe e histórico comprovado para fornecer os mais altos níveis de segurança, qualidade e custo-eficiência durante a primeira fase deste importante desenvolvimento greenfield”.
O escritório do McDermott no Rio de Janeiro realizará o trabalho com o apoio de seu escritório em Houston. A McDermott planeja usar cinco navios para o trabalho de instalação em profundidades de águas ultraprofundas de até 2.140 metros (7.021 pés).
Espera-se que o trabalho de engenharia comece imediatamente, e o contrato será refletido no backlog do segundo trimestre de 2019 de McDermott.
A primeira fase faz parte do desenvolvimento de um campo de Sepia de 15 poços localizado no pré-sal da Bacia de Santos, no Bloco BM-S-24. O primeiro óleo é esperado em 2021.  
* – McDermott define um contrato significativo entre US $ 250 milhões e US $ 500 milhões.
Sobre o McDermott
A McDermott é uma provedora de soluções de tecnologia, engenharia e construção, totalmente integrada e totalmente integrada ao setor de energia. Por mais de um século, os clientes confiaram na McDermott para projetar e construir soluções de infraestrutura e tecnologia de ponta a ponta para transportar e transformar petróleo e gás nos produtos que o mundo precisa hoje. Nossas tecnologias proprietárias, conhecimento integrado e soluções abrangentes oferecem segurança, inovação e valor agregado aos projetos de energia em todo o mundo. Os clientes confiam no McDermott para oferecer segurança aos projetos mais complexos, desde o conceito até o comissionamento. É chamado de “One McDermott Way”.Operando em mais de 54 países, os recursos localmente focados e globalmente integrados da McDermott incluem aproximadamente 32.000 funcionários, uma frota diversificada de navios especializados em construção naval e instalações de fabricação em todo o mundo. Conforme usado neste press release, a McDermott inclui a McDermott International, Inc. e suas subsidiárias e afiliadas.Para saber mais, visitewww.mcdermott.com .

Read More