Category: MERCADO DE TRABALHO

A Petrobras assinou contrato com o consórcio Daewoo/Saipem, no valor de US$ 2,3 bilhões.

 

A Petrobras assinou contrato com o consórcio Daewoo/Saipem, no valor de US$ 2,3 bilhões, para o fornecimento da P-79, oitava unidade a ser instalada no campo de Búzios, no pré-sal da Bacia de Santos.

O contrato, que foi firmado na modalidade EPC (engenharia, suprimento e construção), prevê o atendimento ao conteúdo local de 25%, requisito previsto em edital e compromissado com a ANP para o campo de Búzios. A previsão é que a unidade seja construída na Coreia do Sul, com entrega estimada para 2025.

A P-79 terá capacidade para processar 180 mil barris/dia e 7,2 milhões de m³/dia de gás. O projeto prevê a interligação de 14 poços ao FPSO, sendo 8 produtores e 6 injetores, por meio de infraestrutura submarina composta por dutos rígidos de produção e de injeção e dutos flexíveis de serviços.

A licitação para a construção da P-79 foi lançada no início de agosto de 2020, junto com a licitação da P-78, que também possui entrega prevista para 2025. É possível que a Petrobras feche o contrato EPC do FPSO de Búzios 7 com o consórcio Keppel/Hyundai.

O campo de Búzios, descoberto em 2010, é o maior campo de petróleo em águas profundas do mundo. As estimativas da companhia apontam que Búzios deve chegar ao final da década com até 12 FPSOs em operação, e uma produção diária acima dos 2 milhões de boe.

Atualmente, há quatro unidades em operação em Búzios (P-74, P-75, P-76 e P-77), que respondem por mais de 20% da produção total da Petrobras. A quinta e a sexta plataforma previstas para o campo (FPSOs Almirante Barroso e Almirante Tamandaré) estão em processo de construção pela Modec e SBM, respectivamente, assim como a P-78. A nona unidade (P-80) está em processo de contratação.

Vamos que vamos !!

Inté pessoal.

No alternative text description for this image

Read More

PROBLEMAS NAS SOLDAS DURANTE A CONSTRUÇÃO EM ESTALEIRO DE CINGAPURA VÃO ATRASAR FPSO DA EQUINOR EM UM ANO

QAQAA Autoridade de Segurança do Petróleo da Noruega (PSA) publicou um relatório da investigação sobre os desafios da Equinor com a construção do futuro FPSO para seu campo de Johan Castberg. A plataforma está sendo construída pelo estaleiro de Cingapura Sembcorp Marine e o projeto tem enfrentado sérios problemas com a qualidade da solda. Em um comunicado, a PSA disse que violações graves das regulamentações norueguesas foram identificadas e que a Equinor recebeu uma ordem exigindo mudanças em seus processos de controle de qualidade. O Campo Johan Castberg está localizado no Mar de Barents, a noroeste de Hammerfest, acima do Círculo Polar Ártico. A Equinor assinou o contrato para a construção do casco e alojamentos no final de 2017.

A PSA tomou conhecimento de problemas de soldagem na construção durante a primeira metade de 2020.  Ajjjjj soldagem inadequada requer uma nova inspeção em 100% das soldas da embarcação e muitos reparos e retrabalhos. A PSA lançou uma investigação sobre como o problema se desenrolou e pôde persistir e identificou vários desafios. Primeiro, a Sembcorp Marine é principalmente um pátio de reparos, não um novo pátio de construção, e foi a primeira vez que a Equinor trabalhou com a Sembcorp em um projeto de construção nova.

O contrato especificava que a fabricação e montagem deveriam ocorrer no Tuas Boulevard Yard da Sembcorp, mas durante o primeiro ano de construção, a fabricação dos alojamentos e alguns dos módulos do casco foram transferidos para três outros locais. Em segundo lugar, o esforço de acompanhamento e supervisão da Equinor foi realizado com uma organização de projeto enxuta, embora a Equinor estivesse ciente dos “desafios de qualidade, capacidade e especialização” na Sembcorp, disse a PSA.  Depois que o trabalho estava em andamento, a Sembcorp se concentrou em atingir os marcos da construção e manteve o cronograma do projeto dentro dos trilhos.

Fundamentalmente, PSA disse que a “experiência em soldagem e controle de qualidade no SCM eram inadequados” e que a Equinor não gerenciou esse problema cedo o suficiente, de acordo com o PSA, e supostamente não garantiu a implementação total da inspeção governamental do projeto e y6do plano de teste. “Vários riscos conhecidos e identificados permaneceram sem solução por um longo período, e a gravidade de alguns desses riscos aumentou”. Como resultado, os reparos de soldagem atrasarão a conclusão do FPSO em cerca de um ano, e a PSA acredita que algumas deficiências agora estão permanentemente embutidas na estrutura da instalação.

“A inspeção e o reparo não podem compensar a experiência inadequada de soldagem. A inspeção completa de todas as soldas é impraticável, nem é tecnicamente viável para a inspeção para identificar de forma confiável todos os defeitos que possam estar presentes. Onde os detalhes e áreas são acessíveis para inspeção e reparo, algum aumento será ter experiência na necessidade esperada de manutenção e reparo. Detalhes e áreas inacessíveis terão uma confiabilidade estrutural menor do que teria sido o caso se a soldagem tivesse sido feita por pessoal competente,” diz um relatório da PSA.  Como medida corretiva, a PSA vai revisar melhor seus sistemas de identificação de riscos e gerenciamento de fornecedores.

Read More

PETROBRÁS LANÇA PROGRAMA PARA AUMENTAR EFICIÊNCIA DE SUAS REFINARIAS COM INVESTIMENTOS DE US$ 300 MILHÕES –

PETROBRÁS LANÇA PROGRAMA PARA AUMENTAR EFICIÊNCIA DE SUAS REFINARIAS COM INVESTIMENTOS DE US$ 300 MILHÕES –

A Petrobrás anunciou nesta manhã (24) o lançamento de um programa para aumentar a eficiência e o desempenho operacional das suas refinarias que não estão à venda. Segundo a estatal, a nova iniciativa terá investimentos de aproximadamente US$ 300 milhões até o ano de 2025. A petroleira diz que o foco do programa será a instalação de tecnologias digitais, automação e robotização nas refinarias,  visando o aumento do processamento do óleo do pré-sal nessas unidades.

Ao todo, cinco refinarias serão beneficiadas com os investimentos: Presidente Bernardes (RPBC), Duque de Caxias (REDUC), Capuava (RECAP),  Paulinia (REPLAN) e Henrique Lage (REVAP). Segundo a Petrobrás, a ideia é posicionar a empresa de forma mais competitiva na abertura do mercado de refino de petróleo no país. Como se sabe, a estatal está vendendo oito de suas refinarias para a iniciativa privada. Uma delas, Landulpho Alves (RLAM), na Bahia, foi negociada com o Fundo Mubadala por US$ 1,65 bilhão.

foto01emp-101-revap-b7O novo programa é um dos norteadores da área de Refino e Gás Natural da empresa, que recentemente passou a ser comanda por Rodrigo Costa Lima e Silva (foto principal). A petroleira diz que um dos objetivos com a iniciativa, batizada de RefTOP (Refino de Classe Mundial), é aumentar o processamento de óleo do pré-sal, devido às características desse insumo. “Os óleos do Pré-Sal possuem elevada qualidade e baixo teor de enxofre favorecendo a produção de Bunker (combustível marítimo) e Diesel S10 (Ultra Low Sulfur Diesel, com enxofre menor que 10ppm)”, explicou a Petrobrás, em comunicado.

A companhia acrescentou que o programa terá iniciativas para o incremento do desempenho energético das refinarias, por meio, por exemplo, do melhor aproveitamento de insumos como gás natural, energia elétrica e vapor nas próprias operações. “O programa tem forte viés de eficiência energética. Além de diminuirmos nosso custo de energia, vamos passar a ter um processo de refino mais sustentável, com maior rentabilidade e menor emissão de gases de efeito estufa para o meio ambiente”, disse a gerente executiva de Refino da empresa, Elza Kallas

Read More

LIVE CBO: FATOS & MITOS

Nossos convidados vão falar sobre a inclusão da profissão de inspeção na CBO, objetivo, mudanças e o que é mito ou fato!

Está confirmada a participação de representantes regionais dos profissionais Certificados Abendi. Os nossos representantes estão focados em atender os interesses dos profissionais certificados e da comunidade de END e Inspeção.

Conheça a relação completa dos convidados que vão participar da Live⬇

AndrC3A920Valle
André Valle

Eng. Mecânico | Inspetor de END e Representante Abendi
Rio de Janeiro

Elisa Rambor

Eng. Mecânica | Especialista em Inspeção de Solda e Representante Abendi
Rio Grande do Sul

Elisa20Rambor
C38Dcaro
Ícaro Martins

Técnico em Emissão Acústica Nível II e Representante Abendi
Bahia

Jair Brasil

Especialista em Inspeção de Fabricação

jair202
Você vai participar, né? Estamos contando com você!
Clique aqui para participar
Logo Abendi Slogan
Adicione o e-mail comunicacao@abendi.org.br ao seu catálogo de endereços e marque-o como endereço confiável, para garantir que nossos comunicados cheguem em sua caixa de entrada.
Banner - Anuncie na revista Abendi
Siga “abendioficial” nas redes sociais
 Facebook  Twitter  Instagram  Youtube  Linkedin  Website

 

O objetivo do Projeto Movimentação & Inspeção é a valorização dos profissionais da área, trabalho árduo que estamos colhendo bons frutos.

A inclusão dos profissionais de Inspeção no Registro da CBO é uma vitória para todos os envolvidos. Mas também precisamos entender o objetivo, mudanças e o que é mito ou fato!

Nós convidamos o Jair Brasil, especialista de INSPEÇÃO e um dos principais envolvidos nesta conquista.

O Jair Brasil vai compartilhar na nossa próxima Live, o processo de luta para a inclusão na CBO, benefícios para os profissionais e você poderá esclarecer todas as suas dúvidas!

Esperamos por você no dia 10 de junho às 19h, no canal oficial da Abendi no YouTube.

Clique aqui para participar:

https://mla.bs/e5de1850

Read More

Agora você pode ter acesso às aulas e treinamentos sobre Ultrassom, Integridade Estrutural, Drones, Ensaio Visual e muito mais.

Agora você pode ter acesso às aulas e treinamentos sobre Ultrassom, Integridade Estrutural, Drones, Ensaio Visual e muito mais. 🤓✍👊

E o melhor: TUDO GRATUITO!! 💸

Bom, nós não sabemos até quando vamos deixar, então aproveita e compartilha com seus colegas de profissão. ⏰

📽 Confira aqui as aulas e treinamentos disponíveis: https://mla.bs/95c8b859

📩 Inscreva-se em nosso canal e ativa o sininho das notificações para ser avisado dos novos vídeos: https://mla.bs/81d20282

Read More

Suzano vai investir quase R$ 15 bi em nova fábrica de celulose no MS

Suzano vai investir quase R$ 15 bi em nova fábrica de celulose no MS

Reuters – 12/05/2021 – 21:25

Com a nova fábrica, a Suzano, hoje já a maior produtora de celulose de eucalipto do mundo (Imagem: YouTube/Suzano)
A Suzano (SUZB3) anunciou nesta quarta-feira que vai investir 14,7 bilhões de reais para erguer o que chama de maior fábrica de celulose de linha única de eucalipto do mundo, prevista para entrar em operação em Ribas do Rio Pardo (MS) no início de 2024.
A nova unidade terá capacidade para 2,3 milhões de toneladas anuais de celulose.
O raio médio da madeira que vai abastecer a unidade será de 60 quilômetros, ante mais de 100 quilômetros de outras unidades da empresa, o que tornará a instalação a mais competitiva da Suzano em custos de produção, afirmaram executivos durante videoconderência.

“Já compramos a madeira necessária para os primeiros anos de produção. Estamos com programa expressivo de plantio de eucalipto e temos completa tranquilidade sobre abastecimento de madeira”, disse o presidente-executivo da Suzano, Walter Schalka.
Com a nova fábrica, a Suzano, hoje já a maior produtora de celulose de eucalipto do mundo, vai elevar sua capacidade de produção, de 10,9 milhões para 13,2 milhões de toneladas anuais.

Os preparativos para o lançamento da unidade já duravam meses, com a empresa citando necessidade de redução da alavancagem antes de fazer o anúncio do investimento.
Com a futura nova fábrica, o Mato Grosso do Sul, que abriga importantes biomas como o Pantanal e o Cerrado, vai abrigar, além da produção agrícola, quatro grandes instalações de produção de celulose, incluindo duas linhas da própria Suzano e uma da Eldorado Brasil, estas três na região de Três Lagoas. Novos projetos de celulose no Estado estão sendo estudados.
O escoamento da produção da nova fábrica da Suzano em Ribas do Rio Pardo se dará via Porto de Santos. As cidades de Ribas do Rio Pardo e Três Lagoas são ligadas pela BR-262.

Além da Suzano, outras empresas do setor de papel e celulose têm preparado projetos de expansão no país (Imagem: Divulgação/Suzano)
A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, citou durante a apresentação planos de investimento na infraestrutura ferroviária da região.
O financiamento do projeto, que terá desembolsos até 2024, representa um dos maiores investimentos privados do país, será feito com recursos da própria Suzano sem necessidade de contratação de novos financiamentos, afirmou o vice-presidente financeiro da companhia, Marcelo Bacci.

Read More

BAKER HUGHES FECHA CONTRATO COM PETROBRÁS

BAKER HUGHES FECHA CONTRATO COM PETROBRÁS

A Baker Hughes anunciou, que fechou contrato com a Petrobras para fornecer até cinco manifolds e 32 módulos de controle submarino para a revitalização dos campos de Marlim e Voador, na Bacia de Campos. O contrato, cujo valor não foi revelado pela companhia, inclui ainda sistemas de conexão submarino e suporte de instalação em campos. Os sistemas serão fabricados, testados e montados nas instalações da Baker Hughes em Jandira, em São Paulo. Recentemente, a Petrobras contratou a TechnipFMC para fornecer até 8 manifolds para produção e injeção, utilizando válvulas elétricas de controle remoto. O valor do contrato foi estimado entre US$ 75 a US$ 250 milhões. Os campos de Marlim e Voador foram incluídos no pacote de desinvestimentos da estatal, que procura vender 50% de seus 100% de participação no Polo Marlim, formado pelos dois ativos, Marlim Leste e Marlim Sul. Os campos possuem infraestrutura de produção compartilhada, com nove plataformas instaladas – as unidades de produção estão no cronograma de descomissionamento da Petrobras, com previsão de serem substituídas por dois novos FPSOs (Anita Garibaldi e Anna Nery) que devem entrar em operação em 2023.

Read More

ABENDI e COFREND firmam Acordo sobre Diretiva Europeia de Vasos de Pressão.

ABENDI e COFREND firmam Acordo sobre Diretiva Europeia de Vasos de Pressão.

Os profissionais do SNQC que necessitam inspecionar equipamentos e partes submetidas à pressão da Categoria III e IV , conforme Apêndix 3.1.3 da  European Directive 2014/68/EU, podem solicitar à Secretaria do SNQC/ABENDI o reconhecimento de suas certificações,  conforme Acordo estabelecido entre a ABENDI e a COFREND – Confederação Francesa de END , o qual reconhece as certificações  ISO 9712 do  SNQC , também para o escopo específico da EU/68/2014.
Nenhum equipamento submetido a pressão pode circular na Europa sem atender às exigências estabelecidas, entre as quais serem inspecionados por profissionais certificados conforme a ISO 9712.
Este Acordo foi assinado entre as duas entidades e teve como base o ICNDT-Multilateral Recognition Agreement Schedule 2.
Anteriormente, acordo semelhante já havia sido estabelecido entre a  ABENDI e o BINDT (Instituto Britânico de END).
É mais um serviço que a ABENDI presta às empresas associadas e profissionais certificados pelo SNQC.

Atenciosamente,

Maurício Ballarine
Gerente de Certificação da ABENDI

Read More

Construção naval: Petrobras fecha contrato com a Keppel para a construção do FPSO P-78, que será instalado no pré-sal, na Bacia de Santos

Construção naval: Petrobras fecha contrato com a Keppel para a construção do FPSO P-78, que será instalado no pré-sal, na Bacia de Santos

por
Roberta Souza

10-05-2021 12:03:59

Petrobras fecha contrato com a Keppel para construção de FPSO P-78/ Fonte: Reprodução

A Petrobras fechou contrato com a Keppel, de Cingapura, na construção naval da plataforma FPSO P-78 no campo de Búzios, no pré-sal da Bacia de Santos

A Petrobras divulgou hoje (10/05) que assinou contrato com a Keppel Shipyard Limited, de Cingapura, para a construção da plataforma FPSO P-78, que ficará no campo de Búzios, localizado no pré-sal da Bacia de Santos. A estatal informou em nota que o FPSO P-78 poderá começar sua produção em 2024, e o contrato com a Keppel ainda prevê atendimento a um conteúdo local correspondente a 25%, com serviços que serão prestados no Brasil, por meio de parcerias com empresas nacionais ou terceirizadas da construção naval.

O FPSO P-78 da Petrobras no pré-sal da Bacia de Santos

A Petrobras disse, em comunicado ao mercado, nesta segunda-feira, que espera que a plataforma do tipo FPSO, que será capaz de armazenar e transferir petróleo, entre em operação até em 2024. Além disso, a estatal acrescentou que o FPSO P-78 terá capacidade diária de processamento de 180 mil barris de petróleo e 7,2 milhões de metros cúbicos de gás natural por dia.

O projeto do FPSO P-78 deverá ter 13 poços interligados, sendo 6 poços de produção e 7 poços de injeção, no campo de Búzios, no pré-sal da Bacia de Santos. A Petrobras listou a exploração de Búzios como uma de suas prioridades e enfatizou que o local é o maior campo de petróleo em águas profundas do mundo e é um ativo de classe mundial com grandes reservas, baixo risco e baixos custos de mineração. Atualmente, o campo de Búzios, no pré-sal, possui quatro unidades em operação, responsáveis ​​por mais de 20% da produção total da Petrobras.

Contrato com a Keppel terá serviços executados pela construção naval brasileira

O contrato fechado entre a Petrobras e a Keppel para a construção do FPSO P-78, no pré-sal, será no modelo EPC (engenharia, suprimento e construção) e prevê 25% de conteúdo local, com serviços a serem executados no Brasil, por meio de parceria ou subcontratação de empresas da construção naval brasileira. O índice de conteúdo local (construção naval nacional) é requisito previsto em edital e compromissado com a ANP para o excedente de Cessão Onerosa do campo de Búzios no pré-sal.

Esta é a segunda unidade a firmar contrato de produção em Búzios após licitação do valor remanescente da cessão de direitos. Em fevereiro, a Petrobras anunciou um contrato direto com a SBM Offshore para arrendar o FPSO Almirante Tamandaré, que será a maior plataforma de produção de petróleo e gás da história do país, com capacidade para 225 mil barris de óleo por barril e 12 milhões de metros cúbicos de gás natural.

Construção naval brasileira – Estaleiro Brasfels irá realizar obras no FPSO da Teekay

O estaleiro Brasfels, localizado em Angra dos Reis, no estado do Rio de Janeiro, aguarda o FPSO Piranema Spirit, que pertence ao consórcio Altera Infraestrutura (anteriormente conhecido como Teekay Offshore). A plataforma irá para o estaleiro de construção naval para obras de modificação e, em seguida, assinará contrato com a Altera e a Karoon, da Austrália, para a produção do campo de petróleo de Neon, na Bacia de Santos.
A Petrobras desmobilizou o FPSO Piranema Spirit, instalado em Sergipe, no campo de Piranema. A estatal brasileira notificou a Altera Infrastructure da data de 2020, de acordo com o procedimento do contrato que exige um aviso prévio de dez meses.

Read More

ABENDI e ESPECIALISTAS DE INSPEÇÃO DO BRASIL promovem reunião para discutir parceria com a PMSP

Representantes da ABENDI, dos ESPECIALISTAS DE INSPEÇÃO DO BRASIL e do Vereador Carlos Bezerra Júnior estiveram reunidos na última sexta-feira 03/05/2021 na sede da Associação.

O objetivo foi discutir parceria entre a ABENDI e a PMSP em ações que contribuem para a INOVAÇÃO, TECNOLOGIA e  INSPEÇÃO na cidade de São Paulo.

Participaram da reunião:

João Conte
Diretor Exec. ABENDI

Décio Matos
Chefe de Gabinete do Vereador

Matheus Naves
Advogado do Gabinete

Jair Brasil
Especialistas de Inspeção do Brasil

Read More
X